A nova tragédia anunciada do ENEM no Brasil

O Brasil é um lugar muito difícil de se viver tranquilamente, sempre foi um país de enormes desigualdades. Com a eleição do governo atual de Bolsonaro estas desigualdades se tornaram mais evidentes. Da mesma forma os protagonistas da desigualdade e que propagam um descaso pleno aos pobres também surgiram de uma forma desenfreada. Outro grupo que começou a achar que tem voz são as pessoas que desconhecem a ciência. Trazendo opiniões completamente infundadas em dados e fatos mas querendo fazer valer suas opiniões mesmo assim.
Não estão prontos para o debate, portanto procuram a todo custo evitar qualquer confronto de ideias por saberem que, ao serem confrontados, teriam de apresentar dados, fatos e isso por si só destruiria qualquer de suas opiniões.
Uma destas pessoas que propagam uma ideologia absolutamente falsa e equivocada da realidade é o ministro da Educação no Brasil. Em seus vídeos de comunicação oficial, representando o Governo, o ministro polemiza, não por trazer assuntos polêmicos, mas por ser uma pessoa claramente inapta ao cargo que ocupa, fazendo com que toda a classe de professores e educadores no Brasil se revoltem com suas declarações descabidas, suas ações incoerentes e também sua notória falta de conhecimento da escrita da língua portuguesa.

No momento de maior crise mundial epidêmico, temos um ministro da educação que no Brasil que nada fez para ajudar os milhões de alunos a terem opção para seguirem aprendendo, pelo contrário, apenas tornou a vida destes alunos, dos pais destes alunos e dos professores um momento de maior sofrimento. A desigualdade no Brasil nunca ficou tão evidente e o descaso do governo que está nitidamente governando a partir do ponto de vista dos ricos, ricos despreocupados com os outros, mostra uma enorme preguiça de trabalhar para equalizar a desigualdade social ao mesmo tempo que favorece imensamente quem já tem privilégios.
Durante a pandemia, podemos ver acentuado como as vezes qualquer item, qualquer espaço, qualquer coisa é um privilégio, pois em muitos casos, falta o básico do básico para tantas pessoas. Era para muitos inimaginável como uma população inteira praticamente estivesse tão desproporcionalmente em desvantagem, e agora, com este governo e com o agravante supremo da crise epidêmica, pudemos ver com uma clareza cristalina o enorme e crescente abismo social.
Em cada frente de atuação deste governo, um novo problema jogado para sociedade Brasileira. Desta vez é o ENEM, uma prova que, devido ao distanciamento social deveria estar suspenso, para o governo Brasileiro e para o Ministro da Educação, deve seguir. Como se nada estivesse acontecendo. A ignorância repugnante deste pessoal é impossível de engolir. Por este motivo, faço mais este post, e gravo mais um vídeo, explicando de forma que acredito que seja simples de compreender por que o ENEM é mais uma tragédia já anunciada do Governo Bolsonaro, que vem acumulando recordes de fracasso.

 

 

Comentários

Hits: 0