Como instalar o editor de imagens Polarr no Linux Mint

Eu sempre gostei de usar o Ubuntu, mas recentemente comprei um computador novo e ele veio com o Mint. Após mexer nele, instalar alguns programas e tudo funcionar perfeitamente bem, achei, por praticidade, mais fácil deixar o Mint instalado do que formatar e botar o Ubuntu (talvez me arrependa no futuro, mas por enquanto está ótimo).

Eu utilizo diáriamente uma variedade de ferramentas que são essências para o meu trabalho, ums delas e o Polarr, uma ferramenta incrível para tratamento de imagens e que tem uns filtros muito legais. Não é nada similar ao Photoshop, ou Gimp, mas é uma ferramenta de fácil utilização principalmente se a imagem que você está trabalhando já está em boa qualidade e só precisa de alguns ajustes ou recortes.

Comecei a procurar pelo Polarr para instalar no Mint, mas não consegui achar solução de instalação direta. As opções do Snap estão quebradas. No Ubuntu você consegue fácilmente instalar o Polarr apenas procurando por ele no dirtório de softwares, mas no Mint, infelizmente não aparece nos resultados. O que foi um pouco frustrante.

Como Instalei o Polarr no Linux Mint

A primeira coisa que me lembrei é que existe para o Chrome uma Extension do Polarr, que é básicamente o programa completa. Então abri o Chrome e instalei a extensão, pronto! Já estava operante. Mais que isso, consegui gerar um link direto pro Polarr no Desktop e a partir disso, consegui colocar o link para abrir o Polarr diretamente no Quick Launch do Mint. Funcionou perfeitamente, consegui logar na minha conta e ter acesso a todos os filtros premium.
Eu acho o Chrome um navegador decente, apesar de ele não ter a profundidade que tem o Firefox para desenvolvedores, até hoje consegui fazer praticamente tudo que precisei através deste navegador. Mesmo que você utilize Windows, recomendo largar o IE e experimentar o Chrome, você vai gostar com certeza.

 

 

Agora consigo abrir o Polarr diretamente da minha barra de inicialização de programas, onde eu coloco os programas mais usados e tudo está funcionando perfeitamente!

Espero que esta dica tenha ajudado alguém que passou pela mesma situação.
Grande abraço!

 

OBS: eu mesmo assim ainda sou fã do Ubuntu, e talvez migre de volta pra ele, mas por enquanto o Mint está funcionando que é uma beleza. Para quem é usuário de Windows, talvez o Mint seja o mais adequado para migrar para a plataforma Linux. Experimente!

Comentários

Hits: 4

Ricardo Cury

Desenvolvedor de websites desde 1998. Diretor de negócios da Delta Design, autor de conteúdo no RGSTur, Desenvolvedor do Revista Internet, Webmaster no O Café, Produtor do Corredoras, webmaster em diversos projetos web, videomaker, produtor e criativo em diversos projetos web. I LOVE INTERNET