O Card de Social Score da China e a vigilância extensiva

Na China as coisas vão de mal a pior em se tratando de liberdade dos cidadãos.
Agora com a nova implementação do Cards de Social Score, ou seja uma pontuação social, os Chineses vão começar as ser classificados pelas suas pontuações. As pontuações por sua vez serão classificadas por 4 pilares principais: Honestidade em Relacionamentos com o Governo, Integridade Comercial, Integridade Social e Credibilidade Judicial.

 

Pessoas vão então ser basicamente pontuadas por suas atividades. Exemplos de como você pode perder pontos chegam até a verificar se você atravessou a rua em um local incorreto ou fora da faixa de segurança.
Para conseguir este nível de vigilância o governo está utilizando equipamento de alta qualidade, com possibilidade de reconhecimento facial através de câmeras de monitoramento. Pessoas podem ser inclusive proibidas de viajar dependendo do seu Social Score, ou seja, o sistema vai trazer punições e restrições sociais significativas nas vidas das pessoas implementando um sistema injusto centralizado por um partido comunista ditatorial e escravagista.

É impossível não fazer uma relação direta com o livro 1984 de George Orwell.

É claro que também existem pontuações para quem faz coisas boas, como por exemplo atos de heroísmo.

Acontece que a China é um daqueles lugares incríveis, mas que tem este enorme problema de falta de liberdade. Sem liberdade as pessoas acabam evidentemente menos instruídas, menos inteligentes, e por resultado disso menos criativas.
O Governo da China mantém as pessoas ás cegas com muitas coisas que acontecem no mundo. O grande Firewall da China vive bloqueando páginas que possuem conteúdo contrário aos interesses do partido ( que nem no livro de Orwell).

O mundo inteiro se beneficia dos produtos baratos produzidos na China, eu mesmo estou digitando este texto em um teclado da Microsoft que foi fabricado na China. Provavelmente uma grande parte das peças do meu computador, notebook, e mobile também foram originalmente fabricadas por lá. Pelo mundo todo já aconteceram casos de pessoas comprarem produtos da China e dentro dos produtos virem mensagens de pedidos de socorro com denúncias de trabalho escravo.
Existem na China dezenas de “Cidades Fantasma“, ou seja cidades que os prédios e toda a estrutura da cidade existe, mas não mora ninguém lá. Se você pesquisar no Google vai encontrar centenas talvez milhares de matérias sobre estes casos.

Acontece que a China ao invés de crescer e se abrir para o mundo, está cada vez mais perpetuando seu partido no poder, sem chance e nem previsão de mudança. Recentemente o Governo Chines aboliu o limite de mandato do Primeiro Ministro (que é como se fosse o presidente), o que significa que ele, Xi Jinping, pode ficar no poder e controlando o país até quando ele quiser.

O pensamento de Xi Jinping foi elevado a doutrina oficial do partido único em Outubro, no congresso do PCC REUTERS/ALY SONG

É uma realidade apavorante, assustadora e muito opressora. Para nós Brasileiros, e tenho certeza que para os meus amigos americanos, esta noção de ser monitorado e pontuado através de um sistema desenhado e construído por um partido que se perpetua no poder é o oposto do que eu consideraria um governo ideal.

Eu não tenho na verdade interesse nenhum em viver ou participar de uma sociedade assim, apesar de achar super interessante a ideia de morar China.

A ideia do crédito social Chines não é novidade, já vem sendo divulgada desde 2014, e apesar de algumas críticas em jornais e matérias, em termos de governos ninguém tomou atitude alguma em relação á esta iniciativa que para mim parece ser uma enorme ofensa aos direitos humanos e a privacidade das pessoas.

Eu entendo perfeitamente o quanto para alguns seja muito interessante poder ter uma noção do histórico de com quem se está trabalhando ou se envolvendo, e em alguns casos o passado pode até ser um fator decisivo mas ao mesmo tempo, não deveria se tornar uma função do estado ou de um partido ser arbitro, detentor dos dados, e organização das categorias de pontuação de um sistema como esse, ainda mais em se tratando de um governo como o Chines que não permite livre acesso a informações para o povo de seu país! Pior do que isso é o fato das pessoas que tem digamos que um Score baixo vão acabar tendo menos benefícios e menos oportunidades, quando na verdade talvez sejam estas pessoas que precisem de mais incentivo.

Para ter uma visão de quanto horrível pode ser ter este tipo de sistema implementado você também pode assistir alguns dos episódios da terceira temporada de Black Mirror do Netflix.

 

Para mim pessoalmente, a tecnologia deve ser utilizada para nos auxiliar, para melhorar nossa qualidade de vida, e nos livrar das tarefas inconvenientes e da perda de tempo. Facilitar o acesso a informação, qualquer informação, e nos ajudar a entender a realidade, por isso decidi escrever este post. Ao ver a tecnologia sendo utilizada de forma perversa por um partido para manipular e controlar o seu povo, acho errado e prevejo um desgaste social completamente desnecessário na vida das pessoas. Se as pessoas não podem andar livremente pelas ruas por poderem estar sendo avaliadas e pontuadas, acredito que o nível de ansiedade e desespero só venha a aumentar.

Espero sinceramente que o povo Chines seja contra estas medidas e decidam se opor de algum forma a este tipo de controle assim como também gostaria de ver outros governos se opondo.

O que vemos é o Governo da China constantemente punindo pessoas por simplesmente se oporem ou criticarem o governo.

 

Comentários

Ricardo Cury

Desenvolvedor de websites desde 1998. Diretor de negócios da Delta Design, autor de conteúdo no RGSTur, Desenvolvedor do Revista Internet, Webmaster no O Café, desenvolvedor do Turismo de Compras, videomaker, produtor e criativo em diversos projetos web. I LOVE INTERNET