Os Pastores da Televisão – Televangelistas

No Brasil existem muitos programas religiosos que são veiculados na Televisão. Alguns tem seu tempo de veiculação contratados como comercial, outros simplesmente alugam o tempo de televisão, e algumas igrejas tem inclusive canais de televisão.
A programação da televisão Brasileira vem se tornando cada vez mais populada por conteúdo pago religioso. Os pagamentos destes programas de televisão, que são caríssimos, são financiados pelas doações de fiéis.
Existem mais de 30 mil denominações cristãs no Brasil, todas tem sua própria interpretação da bíblia. Todas competem pelos fiéis que lhes financiam.

Por algum motivo pessoas se conectam com estes programas, e acabam se identificando com estes pastores. Existem pastores que fazem coisas bem estranhas.
O Apóstulo Agenor Duque usa roupas de mendigo com uma coroa, talvez seja para se destacar ou diferenciar de outros televangelistas, mas foi severamente criticado pela vestimenta.

Outros pastores, no Brasil investem em política, afinal estar na política é um ótimo salário remunerado, você tem certas imunidades, você pode viajar as custas do povo, e apesar do estado Brasileiro ser laico, isso é pouco respeitado pelos pastores e padres na política porque não há seriedade na mídia em cobrar fatos e comprovações para estes pastores.

Um pastor proeminente na política Brasileira é o Marcos Feliciano, que ganhou a hashtag #forafeliciano quando participou da comissão de direitos humanos para basicamente impedir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e que vem faz tempo, investindo seu tempo em combater pessoas homo afetivas e LGBTQs em geral, ele usa a sua crença religiosa para justificar seu preconceito.
No vídeo abaixo vemos um momento amplamente divulgado e criticado pela sociedade, onde o pastor pede dinheiro aos seus fiéis.

Outro pastor evangélico proeminente é o Silas Malafaia, que articuladamente também dedicada boa parte do seu tempo em perseguir gays e a comunidade LGBTQ. Silas Malafaia já tentou fazer boicote até á Disney, por causa de um beijo homo afetivo, e está sempre se manifestando contra a comunidade gay também usando a sua crença religiosa como motivo do seu posicionamento.

Veja uma entrevista de Silas Malafaia sendo entrevistado pela Gabi no vídeo abaixo:

Silas Malafaia também costuma apoiar políticos que se posicionam como cristãos fundamentalistas, o mais recente é o Jair Bolsonaro, um pré candidato a presidência que vem sofrendo grandes críticas por sua postura radical e que foi recentemente condenado a pagar 150 mil Reais por declarações contra Gays , além disso também foi acusado de racismo pela Procuradoria Geral da República e é recordista de denúncias no conselho de ética. Silas Malafaia também está sendo investigado por lavagem de dinheiro na Lava Jato.

Um pastor evangélico famoso no Brasil é o Edir Macedo, que ficou inicialmente mais conhecido como o pastor do “dá ou desce”, graças a uma reportagem que passou na televisão onde ele foi filmado em uma de suas palestras ensinando como pastores devem coagir fiéis a fazerem doações para as igrejas.

Considerado um dos homens mais ricos do Brasil o Edir é dono de uma rede de televisão, rádios e jornais, além de uma rede enorme de igrejas, inclusive  o Templo de Salomão que foi denunciado por ser uma obra ilegal.  A última demonstração do Edir foi fazer um filme sobre si mesmo. O filme foi para o cinema. Por toda Internet surgiram relatos de pessoas informando que as igrejas estavam distribuindo ingresso, algo já esperado, porém, ao irem reportagens e pessoas nos cinemas acabaram constatando que as seções de cinema estavam com ingressos esgotados mas os cinemas estavam vazios.

Os pastores e as igrejas no Brasil tem uma vida boa, sem necessidade de pagar impostos e legalmente é muito fácil abrir uma igreja, tanto que vemos igrejas por todos os lugares.
Na política, pastores e candidatos religiosos usam sua religião como palanque para cativar eleitores e nada é questionado sobre suas crenças.

Nas comunidades mais carentes, as vezes é somente a comunicação massiva das igrejas que chega aos menos favorecidos, causando uma adesão em massa a religião.

Através dos seus programas de televisão, rádios e jornais, os televangelistas divulgam suas igrejas, vendem produtos, oferecem curas e respostas aos problemas, constantemente pedindo dinheiro para a “obra de deus“.

Abrir uma igreja no Brasil é extremamente fácil e tem pouco investimento, porém as vantagens são enormes.

Veja algumas vantagens:

  • Isenção do Imposto de Renda
  • Isenção do IOF (Operações Financeiras)
  • Isenção do IPTU (Imóveis Urbanos)
  • Isenção ITR (Imóveis Rurais)
  • Isenção IPVA (Veículos)
  • Isenção  ISS (Serviços)

Os pastores tem vantagens diretas:

  • Direito a Prisão Especial
  • Dispensa do serviço Militar

Existem também vantagens indiretas:

  • Por se tratar de religião, você pode contratar um advogado e pedir para que alguma lei seja revogada se não tiver de acordo com sua doutrina. Como por exemplo a seita do Santo Daime, que conseguiu revogar a lei e pode cultivar e distribuir as ervas alucinógenas para a bebida do santo daime
  • Não é necessario direito trabalhista. Os pastores não são obrigados a trabalhar com carteira assinada, então, quando bem entender um pastor pode ser expulso e a igreja não terá que arcar com nenhuma multa rescisória.
  • Poder politico também é uma das grandes vantagens. Com um grande público sendo influenciado pelo pastor e com as conhecidas “bancadas evangélicas” é possível assinar petições e influenciar no rumo do pais. Porém, isso não deve ser feito pois o país é laico, ou seja, não deve ser influenciado por religião (como nos países do Oriente Médio por exemplo).

Apesar da enorme quantidade de vantagens, não existe nenhum tipo de verificação em relação a veracidade do que as igrejas afirmam. Uma religião pode afirmar que a terra é plana, que apesar de ser amplamente difundido, conhecido e também comprovado que a terra é redonda que mesmo assim suas igrejas podem existir livremente.

Recentemente as igrejas tiveram inclusive suas dívidas perdoadas, com um fundo de 1.7 Bilhões de Reais que foram pagos com o dinheiro público no Brasil.

John Oliver eu seu program Last Week Tonight dedicou um programa inteiro a questão dos evangelistas americanos, que vem praticando golpes continuamente nos Estados Unidos, porém lá existem muitos canais de televisão e a quantidade de canais evangélicos não chega a tomar conta da grade inteira de programação como é aqui no Brasil. Outro diferencial é que estes televangelistas americanos já foram inclusive presos por causa de seus esquemas de enriquecimento. A forma humorada como o John Oliver mostra o problema tem uma reviravolta inesperada e muito engraçada no final do programa.

 

No Brasil, ainda existe muita maracutaia e falcatrua acontecendo e poucas pessoas que tem coragem de denunciar, ficando apenas entre grupos escondidos nas redes sociais onde pessoas se juntam para se apoiarem e contarem relatos de como foram enganadas, e na política pouco é de fato feito para combater estas iniciativas que estão literalmente trazendo problemas a sociedade Brasileira, desde prejuízos econômicos, como também prejuízos sociais com suas doutrinas que negam ciência, evolução, big bang, e em alguns casos evitam até mesmo vacinação, doações de sangue, e os mais extremos, que querem inclusive regular como e com quem, e em quais posições, podem ser praticados atos sexuais.

O que se pode esperar é uma onda crescente de radicalismo, violência crescente e muita discórdia até que as pessoas comecem a buscar por informações e acabem descobrindo como surgiram estas religiões em primeiro lugar, e depois descobrindo que existem mais de 3 mil religiões similares, muitas inclusive antecessoras as suas, e que as respostas dadas por estas seitas e crenças, já foram amplamente substituídas por pesquisas e estudos científicos.

Enquanto as pessoas não entenderem plenamente os conceitos científicos, as ideias destas religiões podem ainda fazer sentido. Por isso, acredito ser importante a disseminação de ciência em todas suas formas, assim ampliando o conhecimento geral da população Brasileira que hoje 30% não lê livros e não busca instrução ou conhecimento científico.

 

Comentários

Ricardo Cury

Desenvolvedor de websites desde 1998. Diretor de negócios da Delta Design, autor de conteúdo no RGSTur, Desenvolvedor do Revista Internet, Webmaster no O Café, desenvolvedor do Turismo de Compras, videomaker, produtor e criativo em diversos projetos web. I LOVE INTERNET