Tempo de vida nos projetos

Como desenvolvedor web de longa data já faz algum tempo que eu entendo que quando a gente se compromete a desenvolver um projeto, de alguma forma a gente acaba ficando veiculado ao projeto. No futuro do projeto, ações e preocupações são constantemente enviadas para nós, muitas vezes a título de enviarmos soluções ou sugestões que possam transformar os desejos em realidade.
Com raras exceções, após desenvolver um website acabo ficando junto, fazendo parte da equipe e ajudando a trazer a visão da Internet para os envolvidos. Seja através de reuniões semanais, seja através de grupos de Facebook ou de Whatsapp. Claro que no geral eu ganho muito bem para desempenhar todas estas funções, e a medida que o tempo vai passando, ideias que inseri no projeto lá no início, começam a serem digeridas e implementadas.

Talvez outros colegas de desenvolvimento web sintam a mesma coisa. Mas quando embarcamos em um novo projeto, o ceticismo precisa estar afiado, até mesmo para saber se o tempo que será investido irá realmente trazer resultados.
Eu me preocupo com isso, com os resultados. Para mim é muito frustrante quando alguém da equipe não colabora em tornar o projeto o melhor quanto é possível. Afinal, o comprometimento do desenvolvedor web é total, pelo menos no meu caso.

relogios

São muitas horas sem dormir de noite, estudando, fazendo pesquisas, análises, e tudo isso para conseguir trazer respostas a perguntas, conseguir compreender o nicho de mercado do cliente, ou da iniciativa do projeto.
É um conhecimento adquirido que claro, poderá servir para outros projetos, mas principalmente, é um tempo que não volta mais.
Quantos jantares, quantas festas, quantas celebrações, quantas oportunidades de fazer outras coisas eu deixei de lado para poder estar desempenhando o papel de desenvolvedor e trazer resultados dentro do ambiente de trabalho.

O comprometimento de um desenvolvedor web não pode ser nem sequer mensurado pelo valor que ele cobra, não tem valor que pague o tempo investido para conseguir trazer resultados e atingir objetivos através da Internet.

A medida que você vai adquirindo experiência em desenvolvimento de múltiplos projetos você acaba filtrando projetos  que podem ou não trazer resultados, você também acaba ficando mais confiante para entrar em contato com possíveis clientes que você acredita possam te dar oportunidades de desenvolver projetos cada vez melhores e ao mesmo tempo deixando de lado projetos que só te sugam tempo e energia a toa.

Outro perigo é aquele projeto que você acaba se apaixonando, querendo fazer acontecer de qualquer maneira, onde você acaba dedicando muito mais tempo que o combinado. E o pior, muitas vezes sem nem ser reconhecido pelas horas, dias, as vezes semanas e meses que você dedica gratuitamente de forma a promover a proposta.

Depois dos meus 35 anos, comecei a olhar pro tempo de outra forma. Acho que ali pela época em que meu pai faleceu, essa questão começou a tomar conta do meu pensamento. O tempo não volta, e até o tempo que estamos pensando, também é tempo que não volta mais.
O tempo da vida é tão curto, que se faz importante aproveitar o tempo da vida para fazer o que você gosta, e isso também deve se aplicar ao que você desenvolve como desenvolvedor web.

 

Comentários

Ricardo Cury

Desenvolvedor de websites desde 1998. Diretor de negócios da Delta Design, autor de conteúdo no RGSTur, Desenvolvedor do Revista Internet, Webmaster no O Café, desenvolvedor do Turismo de Compras, videomaker, produtor e criativo em diversos projetos web. I LOVE INTERNET