Tinha uma barata em baixo da Bíblia

Estes dias estava passeando com a namorada no centro, ela entrou em uma loja para experimentar umas roupas que ela havia visto na vitrine da loja. Ao entrar na loja, logo percebi o fundo musical do ambiente, Funk, daqueles que objetifica a mulher, com letras pejorativas e tudo mais. Não tenho nada contra o Funk, inclusive considero um dos movimentos musicais mais importantes da atualidade Brasileira e faz sucesso tremendo no exterior, mas decidi contar estar parte para dar uma visão melhor do ambiente.

Em cima do balcão, uma bíblia. Logo percebi que estávamos em uma loja de evangélicos ou alguma loja de alguém pertencente a algum outro tipo de seita. A bíblia não estava virada para leitura de quem trabalhava no balcão, mas sim para a pessoa visitante. Ou seja, aquela bíblia estava ali como exposição da proprietária da loja que, evidentemente, fazia questão de mostrar sua fé na mitologia da idade do bronze do oriente médio.

Como a bíblia estava virada para o "público" me dirigi ao balcão e iria deixar a bíblia aberta em alguma parte onde tivesse uma daquelas passagens absurdas da bíblia. Porém quando levantei a bíblia, havia nada mais, nada menos que uma barata em baixo da bíblia.
Então, peguei a bíblia e matei a barata, assim como a gente faz com um chinelo, sabem?

A pancada assustou a todos, mas o incidente achei engraçado.
Primeiro, que aquela bíblia deveria estar ali há tanto tempo sem ninguém mexer, que até uma barata estava escondida debaixo dela, segundo, que usei a própria bíblia para exterminar o inseto, terceiro, tirei uma foto para mostrar pra vocês.

Mas para resumir a história, o que vejo muito hoje em dia, são pessoas que por algum motivo, querem professar uma fé em algo que elas nem compreendem, evidentemente não seguem, e isso apenas mostra o tamanho da hipocrisia que se tornou a religião. Hoje em dia é impossível acreditar e seguir aquelas bobagens mitológicas, porém, para alguns, de alguma forma, se torna necessário se pronunciar publicamente participante daquela crença para se demonstrar de alguma forma "temente" aquilo tudo que a pessoa, se soubesse o que está escrito ali, já saberia que estaria condenada.

 

Comentários

Hits: 0