Trocar o Café pelo Chá

Café é tão bom. Adoro. Durante a grande parte da minha vida, não tomava café. Sempre fui uma pessoa bastante ativa. Ingerir algo que me deixasse mais ligado nunca me interessou. A medida que fui ficando mais velho, e assumindo cada vez mais o papel de atendimento onde trabalho, as constantes reuniões com clientes, com a equipe, foram me aproximando cada vez mais do Café.

A medida que comecei a tomar café, fui ficando cada vez mais interessado, passando até a comprar tipos de cafés diferentes, ir em cafeterias diferentes, e comecei a tomar muito café. Fazia 3 ou 4 reuniões em um dia, e tomava 3 ou 4 xícaras de café por dia. Fora o que tomava em casa.
Muito café !

Café vicia. Você já deve ter ouvido alguém falar que não consegue fazer nada antes de tomar um café na manhã após acordar. Eu também comecei a ficar assim. Acordava louco por um café.

A medida que o tempo foi passando, comecei a sentir palpitações, ficar com a cabeça leve (e não de um jeito bom). Comecei a perceber que o volume de café que estava tomando era apesar de comum para muitas pessoas, forte de mais para mim.
Tomar café todos os dias, para uma pessoa que já é nervosa e ansiosa por natureza, só faz piorar a ansiedade.

Acabei decidindo cortar o café, mas senti falta, muita falta. Tem todo um momento interessante envolvido em tomar café, a xícara quente, a bebida quente. Poder ler um livro e tomar o café, poder sentar na frente do desktop para ler alguma artigo e tomar o café. Enfim, se torna parte de vários momento da tua vida.
Mas para mim, estava me prejudicando.

A solução para mim foi de adotar o Chá. Descobri um mundo todo diferente no Chá, a começar pela grande quantidade de opções e sabores. Existem muitos tipos de chá. Meu favorito no momento é o Chá Preto com Canela. Uma delícia!

View this post on Instagram

Bom dia!

A post shared by ricardo cury (@ricardocuryhello) on

 

Minha estratégia para passar para o Chá

 

A escolha da caneca

Para iniciar em minha jornada do Chá eu fiz um tipo de ritual, eu comprei uma Caneca exclusivamente para tomar chá. Eu escolhi uma caneca que fosse bem do jeito que eu gosto, afinal existem centenas de modelos e formatos, mas é sempre bom poder escolher um modelo que seja exatamente com a gente gosta e foi isso que fiz. Escolhi minha caneca favorita.
Como sou uma pessoa de gosto simples, acredito que escolhi uma caneca bem simples, mas bem do jeito que eu gosto. Procurei uma caneca resistente, com uma alça que estivesse bem conectada, nada delicado que possa quebrar fácil ou simplesmente desconectar do caneca, como já aconteceu com tantas outras canecas e xícaras.

Variedade de Chás

Meu segundo passo foi adquirir uma quantidade de opções de chá para ficar variando e experimentando. Comprei várias destas caixinhas de chá de saquinho, são práticas, e em maior parte são bem baratinhas. É claro que existem chás mais caros, mas para meu propósito de degustação variado, ter vários tipos imediatamente era a minha prioridade. Depois de estabelecer sabores de meu interesse posso sempre buscar por outras fontes de chá.

Quando eu tomava café diariamente, gostava de incluir no café um pouco de canela em pó e as vezes leite condensado como adoçante. Talvez isso explique porque tenho preferido chá preto com canela e chá de maça com canela, mas também gostei muito de chá de funcho.

O fato é que existe uma grande variedade de sabores divertidos com o chá e por isso vale a pena experimentar. Certamente você vai encontrar um sabor que te agrade.

O que achou? Existe alguma bebida quente que você gosta? Qual?

 

Comentários

Ricardo Cury

Desenvolvedor de websites desde 1998. Diretor de negócios da Delta Design, autor de conteúdo no RGSTur, Desenvolvedor do Revista Internet, Webmaster no O Café, desenvolvedor do Turismo de Compras, videomaker, produtor e criativo em diversos projetos web. I LOVE INTERNET